quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Oscaravelho na Livraria Cultrura



Blueseiros, neste Sábado, 31 de Outubro às 16:30 estréia mais uma banda blueseira em nosso circuito, Oscaravelho Blues Band, que vai mandar clássicos de Eric Clapton, Albert Collins, Buddy Guy.

A nova banda conta com Kenji na guitarra, Denys Heavy Line na batera, Fred Lirma nos vocais e gaita,  Ivan nos teclados e Sandro Six no baixo.

Sejam bem-vindos à cena, moçada... Ooops, quero dizer... velharada!

Serviço:

Local: Livraria Cultura
Dia/Hora: 31 de Outubro/16:30hs
Endereço: Shopping Cais da Alfândega, Bairro do Recife
Entrada: 1 Quilo de alimento não perecível

Ganhadores de Ingressos Para Oi Blues



Bora moçada do Blues! Segue a lista dos ganhadores de ingressos para o show de Eddie C Campbell, Marcelo Naves e Lancaster, neste dia 28 de Outubro, lá na Spirit.

Lembramos que cada ganhador pode levar um acompanhante. Apresentem identidade na portaria.

And the winners are:


  • Ana Paula Brito
  • Débora Cavalcanti Moura 
  • Jorge Alvarenga Junior 
Divirtam-se!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Série - Observatório do Blues - Capítulo 2



Nesta série Observatório do Blues, vamos expor alguns dos maiores nomes do Blues e algumas curiosidades e expressões da cultura que envolve este estilo musical, em pinceladas rápidas e não necessariamente cronológicas.

Para ver os outros da série e ir acompanhando, basta clicar na tag (marcador) Observatório do Blues, ao final deste post.

The Blues Brothers (Os Irmãos Cara de Pau)

No final dos anos 70, o Blues estava tão em baixa, mas tão em baixa mesmo, que o que se chamava de Blues nas premiações ao estilo Grammy eram músicas tipo Dionne Warwick, aquelas musiquinhas de mela-cueca que tocam nas FMs de madrugada hoje em dia.

Neste contexto, uma dupla de comediantes fazia muito sucesso na TV americana, no programa Saturday Night Live (uma espécie de Zorra Total dos USA que já existe desde a época em que se chamava Dionne Warwick de Blues) com dois personagens que se vestiam como os malandros do sub-mundo de Chicago e cantavam músicas de Sam & Dave e outros clássicos da Soul Music e Blues.

Os comediantes eram John  Belushi e Dan Aykroyd , que interpretavam os irmãos Jake Blues e Elwood Blues, os Blues Brothers.

O sucesso dos personagens foi tamanho que em 1978 lançaram um disco chamado A Briefcase Full Of Blues, acompanhados por uma banda de astros do Blues de Chicago e da Country Music, e em 1980 se transformaram em filme, com orçamento milionário para os padrões da época, sob direção de John Landis.

O filme foi uma das maiores bilheterias de que se tem notícias até hoje para uma comédia musical, e reavivou o interesse do público geral pelo Blues e toda a cultura de malandragem que o envolve.

* Uma curiosidade sobre este filme, é que se pode notar a quantidade de coreografias em grupo semelhantes às que apareceriam três anos depois nos videoclipes de Thriller de Michael Jackson -e não é coincidência, pois foi justamente o diretor John Landis que fez os videoclipes de Thriller e Bad de Michael Jackson.

Foi graças ao filme The Blues Brothers (Os Irmãos Cara de Pau, no título brasileiro), que hoje ainda temos uma cena de blues viva no mundo inteiro.

O filme tem uma importância imensa na história do Blues e todas as suas subdivisões, pois resgatou do ostracismo total gênios da black music que estavam completamente parados, alguns até passando necessidades básicas, tornando possível que retomassem a carreira e abrissem espaço na mídia para que outros de seu tempo pudessem voltar.

Participam do filme gente como Aretha Franklyn, John Lee Hooker, James Brown, Cab Calloway, Ray Charles, além de músicos que integram a banda base dos Blues Brothers, como Donald Duck Bunn (baixo) e Matt Guitar Murphy (guitarra) - pesquisem estes nomes na net.

A banda, apesar de ter surgido como um quadro na TV, ganhou vida própria, e passou a realizar turnês pelos USA e mundo - pode-se dizer que tocam até hoje, em uniões esporádicas, com boa parte dos membros originais.

John Belushi, infelizmente, morreu de overdose em 1982.

A banda e o filme são, ainda hoje, de acordo com pesquisas recentes, o nome mais citado como referência de Blues, pelo público geral de música no mundo.

No final dos anos 90, Dan Aykroyd e John Landis se uniram para lançar um segundo filme com a banda, desta vez com participações de Eric Clapton, BB King, Johnny Lang, Aretha Franklyn, James Brown, e mais um montão de gente boa.

O Blues Brothers 2000 foi um filme de baixo orçamento, de roteiro fraco, que seguia basicamente a mesma história do primeiro, e que de acordo com os seus próprios idealizadores, era apenas um filme comemorativo de 20 anos do lançamento do The Blues Brothers, e em memória de John Belushi - e para os fãs de Blues, é mesmo imperdível.

Ambos os filmes podem ser comprados em DVD por precinhos bastante camaradas nas gôndolas de ofertas dos grandes magazines.

Corra e compre os seus!

Vale a pena checar o site http://www.bluesbrotherscentral.com/, dedicado e administrado por fãs dos personagens.

Workshow com Eddie C Campbell na Cultura



Nesta Terça-Feira, 27 de Outubro, o guitarrista Eddie C. Campbell faz um Workshow (um workshop com pocket show) no auditório da Livraria Cultura, juntamente com Lancaster e Marcelo Naves.

Como vocês já devem estar sabendo, os três se apresentarão nesta Quarta-Feira, lá no Spirit Music Hall, pelo evento Oi Blues By Night, acompanhados da Uptown Band (para ganhar ingressos, veja alguns posts abaixo).

Serviço:

Local: Livraria Cultura
Dia/Hora: 27 de Outubro/19:00hs
Endereço: Shopping Cais da Alfândega, Bairro do Recife
Entrada: 1 Quilo de alimento não perecível

terça-feira, 20 de outubro de 2009

El Mocambo na Nox



Nesta Quinta-Feira, 22 de Outubro, a El Mocambo bota quente no palco da Nox, logo ali em Boa Viagem. Pra quem quiser chegar junto aliviando um pouco o carão, vale a pena visitar a comunidade da moçada no Orkut e participar da promoção de ingressos grátis para os amigos da banda (siga este link!).

Serviço:

Local: Nox
Dia/Hora: 22 de Outubro/22:00hs
Endereço:Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, 2.422, Boa Viagem.
Entrada: R$15,00

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Série - Observatório do Blues - Capítulo 1



Pois é, blueseiros... O Recife Blues, vai vez por outra publicar artigos em série, para ampliar ou apenas confirmar os horizontes de quem vem curtindo ouvir Blues aqui e ali, e mesmo de quem tá numas de montar sua bandinha e começar a fazer suas tocadas pela cidade.

Nesta série Observatório do Blues, vamos expor alguns dos maiores nomes do Blues e algumas curiosidades e expressões da cultura que envolve este estilo musical, em pinceladas rápidas e não necessariamente cronológicas.

Abrindo o nosso Observatório do Blues, um pouco sobre John Lee Hooker.

John Lee Hooker


Muito da linguagem sonora entendida hoje em dia como sendo Blues vem do estilo carismático do bluesman de Detroit John Lee Hooker, o rei do Boogie.

"Opá! ié? E esse trem de Boogie, quer dizer o que?"

Boogie quer dizer meleca de nariz, catota se preferir, mas também em gíria quer dizer saracotear, ir para a gréia, visitar a esbórnea, raparigar, enfim... Como queira definir.

Na música, a expressão Boogie que existe sempre ligada a estilos musicais de black music tais como Funk, Disco, e claro, Blues, quer dizer nada mais nada menos que música de festa, música dançante e alegre, com ritmos hipnóticos, que geralmente não está nada conectada a letras poéticas, nem a grandes arranjos harmônicos, mas principalmente à vontade que dá de sorrir e se divertir ao se ouvir o contexto geral da coisa.

Se fosse no Brasil, Boogie Music poderia muito bem ser coisas como o Funk Carioca ou os sambas de Kid Morangueira, os forrós de Genival Lacerda.

Especificamente no Blues, John Lee Hooker pode ser chamado "o pai do Boogie" de guitarra elétrica, com um som caracterizado por uma guitarra bastante ritmica, que dá vontade de dançar, com poucos solos e muitas letras maliciosas, frases vocais sonoras e cheias de gírias e malandragem como Boom Boom, e Boogie Chillun.

O estilo vocal de John Lee Hooker se tornou uma espécie de standard do estilo, com seu timbre grave, meio falado, contando histórias e sem seguir convenções métricas.

O Bluesman foi um dos pioneiros na linha atualmente conhecida como Chicago, que surgiu com a migração da moçada sulista (região do Mississippi) atrás dos empregos nos centros industriais, principalmente para Detroit e Chicago, e se caracteriza pela eletrificação do Blues tradicional, que era tocado de forma acústica no Delta do Mississippi - o que era um caminho natural pela necessidade ou interesse de tocar em bares, e pela existência dos recursos financeiros para isto, num cenário de cidade grande, big city blues.

Pra saber mais de John Lee Hooker, pode ser uma boa idéia visitar http://www.johnleehooker.com/, e também baixar alguns de seus CDs por aí pela net.

No cinema, John Lee Hooker participou no filme The Blues Brothers (1980, John Landis), e em algumas trilhas sonoras, como no filme The Hot Spot (1990, Dennis Hooper).

Segue aí, sua participação no Blues Brothers... Comprem o filme em DVD que é vendido baratinho nos grandes magazines, hoje em dia.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Aniversário de João Siqueira



Bora moçada blueseira! Hoje, lá no Burburinho, rola Midnight Man Blues abrindo para a El Mocambo, numa noitada de muito Texas Blues, em comemoração do aniversário do guitarman João Siqueira, o frontman da Midnight Man Blues, uma das boas revelações de nossa cena de Blues em Recife.

É bom chegar cedinho, pois a Midinight começa a tocar por volta das 10:30. Bora chegar junto!

Serviço:

Local: Bar Burburinho
Dia/Hora: 16 de Outubro/22:00hs
Endereço: Rua Tomazina 106, Recife Antigo.
Entrada: R$5,00

domingo, 4 de outubro de 2009

Ingressos grátis para Eddie C. Cambell no Oi Blues By Night



E aí? Vâmo ver esse showzão de graça no dia 28 de Outubro, Quarta-Feira, lá na Spirit??? Para participar do sorteio de 3 pares de ingressos grátis, deixe um comentário aí em baixo, usando seu nome real e completo, com o nome de pelo menos duas bandas ou artistas brasileiros ou americanos que já participaram do Oi Blues By Night (não vale Eddie C Cambell).

Não sabe? faça uma pesquisa no Bacurau e aqui no Recife Blues.

Serão sorteados três comentários, que ganharão 1 par de ingressos cada.

Para saber mais sobre este show, veja alguns posts abaixo, e visite o post no Bacurau (clique)

Para participar é preciso que seu nome esteja também cadastrado para receber o Recife Blues por email. Se você ainda não se cadastrou, basta inserir seu email na caixinha amarela que está no alto da coluna direita deste blog que vos fala, e depois seguir para seu email, clicando no link de confirmação. Depois é só correr pro abraço e participar com seu comentário.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Babi Jaques e Os Noctívagos no Santos Dumont

Nesta Sexta-Feira, 02 de Outubro, a banda Babi Jaques e os Noctívagos se apresenta da graça no espaço do Colégio Santos Dumont no Setúbal/Boa Viagem. Babi Jaques é um dos melhores vocais da cidade, e agora se junta a uma moçada experiente da cena recifense para cantar Blues.

Serviço:

Local: Colégio Santos Dumont
Dia/Hora: 02 de Outubro/22:00hs
Endereço: Rua Barão de Souza Leão, Setúbal.
Entrada: Grátis