segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Série - Observatório do Blues - Capítulo 2



Nesta série Observatório do Blues, vamos expor alguns dos maiores nomes do Blues e algumas curiosidades e expressões da cultura que envolve este estilo musical, em pinceladas rápidas e não necessariamente cronológicas.

Para ver os outros da série e ir acompanhando, basta clicar na tag (marcador) Observatório do Blues, ao final deste post.

The Blues Brothers (Os Irmãos Cara de Pau)

No final dos anos 70, o Blues estava tão em baixa, mas tão em baixa mesmo, que o que se chamava de Blues nas premiações ao estilo Grammy eram músicas tipo Dionne Warwick, aquelas musiquinhas de mela-cueca que tocam nas FMs de madrugada hoje em dia.

Neste contexto, uma dupla de comediantes fazia muito sucesso na TV americana, no programa Saturday Night Live (uma espécie de Zorra Total dos USA que já existe desde a época em que se chamava Dionne Warwick de Blues) com dois personagens que se vestiam como os malandros do sub-mundo de Chicago e cantavam músicas de Sam & Dave e outros clássicos da Soul Music e Blues.

Os comediantes eram John  Belushi e Dan Aykroyd , que interpretavam os irmãos Jake Blues e Elwood Blues, os Blues Brothers.

O sucesso dos personagens foi tamanho que em 1978 lançaram um disco chamado A Briefcase Full Of Blues, acompanhados por uma banda de astros do Blues de Chicago e da Country Music, e em 1980 se transformaram em filme, com orçamento milionário para os padrões da época, sob direção de John Landis.

O filme foi uma das maiores bilheterias de que se tem notícias até hoje para uma comédia musical, e reavivou o interesse do público geral pelo Blues e toda a cultura de malandragem que o envolve.

* Uma curiosidade sobre este filme, é que se pode notar a quantidade de coreografias em grupo semelhantes às que apareceriam três anos depois nos videoclipes de Thriller de Michael Jackson -e não é coincidência, pois foi justamente o diretor John Landis que fez os videoclipes de Thriller e Bad de Michael Jackson.

Foi graças ao filme The Blues Brothers (Os Irmãos Cara de Pau, no título brasileiro), que hoje ainda temos uma cena de blues viva no mundo inteiro.

O filme tem uma importância imensa na história do Blues e todas as suas subdivisões, pois resgatou do ostracismo total gênios da black music que estavam completamente parados, alguns até passando necessidades básicas, tornando possível que retomassem a carreira e abrissem espaço na mídia para que outros de seu tempo pudessem voltar.

Participam do filme gente como Aretha Franklyn, John Lee Hooker, James Brown, Cab Calloway, Ray Charles, além de músicos que integram a banda base dos Blues Brothers, como Donald Duck Bunn (baixo) e Matt Guitar Murphy (guitarra) - pesquisem estes nomes na net.

A banda, apesar de ter surgido como um quadro na TV, ganhou vida própria, e passou a realizar turnês pelos USA e mundo - pode-se dizer que tocam até hoje, em uniões esporádicas, com boa parte dos membros originais.

John Belushi, infelizmente, morreu de overdose em 1982.

A banda e o filme são, ainda hoje, de acordo com pesquisas recentes, o nome mais citado como referência de Blues, pelo público geral de música no mundo.

No final dos anos 90, Dan Aykroyd e John Landis se uniram para lançar um segundo filme com a banda, desta vez com participações de Eric Clapton, BB King, Johnny Lang, Aretha Franklyn, James Brown, e mais um montão de gente boa.

O Blues Brothers 2000 foi um filme de baixo orçamento, de roteiro fraco, que seguia basicamente a mesma história do primeiro, e que de acordo com os seus próprios idealizadores, era apenas um filme comemorativo de 20 anos do lançamento do The Blues Brothers, e em memória de John Belushi - e para os fãs de Blues, é mesmo imperdível.

Ambos os filmes podem ser comprados em DVD por precinhos bastante camaradas nas gôndolas de ofertas dos grandes magazines.

Corra e compre os seus!

Vale a pena checar o site http://www.bluesbrotherscentral.com/, dedicado e administrado por fãs dos personagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário