terça-feira, 30 de março de 2010

Discoteca do Blues por Neil Arnold


Na seção Discoteca do Blues, o Recife Blues anda perguntando aos músicos de Blues de Recife "Que álbum de Blues você indica pra a gente dar uma ouvida?"

Quem responde desta vez é Neil Arnold, guitarrista inglês radicado em Recife, que ainda na Inglaterra tocava com a banda Grand Theft, produzida pela mesma moçada que produziu o Deep Purple e o Whitesnake, banda que excursionou pela Europa com a Bread, entre outras peripécias dignas de boas histórias do rock.

Morando em Recife há mais de 8 anos, Neil gravou dois CDs. O autoral Right On Time e o de covers de clássicos do BluesDesert Blues. Fez shows ao lado de Rico Bluestamontes, Uptown Band, Flávio Guimaraes, tocou no Festival Jazz Porto, e promete boas surpresas para os fãs de slide blues para este ano.

Recife Blues: E aí, Neil, o que você indica pra a gente ouvir, cara?

Neil Arnold: I'd say have a listen to Captain Beefheart's "Trout Mask Replica" - a great mixture of roots blues and 60s experimentation. The Magic Band is tremendous, especially the slide guitars, the lyrics are great and Don Van Vliet's voice is wierd and wonderful. Not easy to listen to, but worth the effort.

Tecla SAP: Eu diria para vocês darem aquela ouvida no álbum do Capitain Beefheart, Trout Mask Replica, uma grande mistura de blues de raiz com experimentações típicas dos anos 60. "The Magic Band", a banda que acompanha Capitain Beefheart, é "foderosa", especialmente as guitarras slide. As letras são massa e a voz de Don Van Vliet (o nome real do Capitain Beefheart) é esquisita e maravilhosa. Não é fácil de ouvir, mas vale o esforço.

Capitain Beefheart and The Magic Band- Trout Mask Replica (1969), terceiro álbum da banda, que foi lançada nos Estados Unidos como uma resposta americana aos Rolling Stones, nos anos 60. Neste álbum, contudo, a banda mostra a que veio, fugindo inteiramente ao rock para rádios, misturando as influências de Howling Wolf de seu vocalista Don Van Vliet, e instrumentais ao estilo Frank Zappa, que produziu o disco e viria a se tornar parceiro da banda em alguns momentos de sua carreira, inclusive como parte integrante da banda em alguns shows e uma bem sucedida excursão pelos USA. Frank Zappa era amigo de escola de Van Vliet, e se tornou um dos mentores intelectuais da virada do Capitain Beefheart. Este álbum conseguiu a posição de número 28, na lista da Rolling Stones dos 500 maiores álbuns de todos os tempos. Você consegue ouvir amostras das faixas na Amazon, e não deverá ter dificuldades em baixar o álbum das formas mais conhecidas de fazê-lo pela internet.

Um comentário:

  1. Putz! Eu coloquei esse CD no carro hoje pra escutar! Coincidência da p***a!

    ResponderExcluir