sábado, 21 de agosto de 2010

Mustache Maia no Roteiro Blues

Sim, senhores! Em Dezembro (dias 10 e 11), o cara tá aí. Mustache Maia, uma das lendas do Blues/Rock do Sul do Brasil, uma figura carismática com jeitão de ídolo dos anos 70, para shows no Burburinho e Caravela's.

Mustache mora em Floripa e já faz Blues há mais de 20 anos, sempre com agenda lotada, e tem algumas características que diferem bastante dos ídolos do Blues brasileiro: é baixista, vocalista e compositor - ou seja, não se trata de um guitar hero, mas de alguém que se propõe a cantar e compor Blues em português com maestria.

Pra explicar mais sobre quem é esse carinha, vou postar um texto abaixo, do blog Blues Masters:

Blues Masters

"Vocalista, baixista, compositor, letrista e está 20 anos na estrada do blues. Natural de Porto Alegre-RS, começou na cena musical gaúcha, participando da antológica “Ecos do Mississipi”, uma das principais bandas que abriram as portas para o blues em 1988.
 

Após a dissolução da “Ecos” em 1990, Mustache reuniu nomes de peso para desenvolver um novo trabalho: a “Blues Band”. Nesta fase foram realizados shows no Teatro de Câmara - POA, festivais e várias turnês pelo interior do estado. Como havia uma inflação de bandas com a terminação “blues band” surgindo no cenário portoalegrense, Mustache repensou a identidade e o nome da banda. Surge então a “Old Friend’s Blues”.
 

Mustache com sua composição em português “Nego Blues”, consegue a classificação da “Old Friend’s” na eliminatória de sua região e viu sua música ser gravada no CD do I Festival de Música de Porto Alegre, consagrando o blues como um estilo de música popular. Gravou também um show especial para a televisão (TVE/RS – Programa Palcos da Vida), que rendeu um CD ao vivo.
 

Após uma turnê em Florianópolis-SC, Mustache em acordo com sua família, decidiu por uma melhor qualidade de vida e fixou residência na capital de SC. Já em Floripa, Mustache foi convidado para fazer vocal e baixo na “Floripa Blues Band”, do guitarrista argentino Léo Vazquez, banda esta influenciada por ritmos tradicionais, como o shuffle. Porém Mustache continuava sua busca por arranjos aprimorados e sonoridades do blues de Chicago. Decide então montar uma nova “Old Friend’s Blues” tendo seu velho companheiro Pé Lopes na bateria e Armandinho de Floripa na guitarra.
 

Em Agosto de 2001, no Tim Blues Festival, Mustache participou com a “Old Friend’s Blues” e como convidado da “Floripa Blues Band” dos shows nas casas de espetáculo que faziam parte do festival. Na última noite no teatro do CIC em Florianópolis, tocou ao lado de “Big Gilson – Big Allanbik” e convidados no tributo a John Lee Hooker. Em Sta Maria/RS participou do 3ºCESMA in Blues.
 

Em 2002, junto com seu amigo Jorge Hornos, elaborou o “Projeto Lendas do Blues”, o qual consiste em shows especiais sobre grandes artistas do blues negro norte-americano como: Tributo a Freddie King, Tributo a Albert King, Tributo a Muddy Waters, Homenagem a Buddy Guy e B.B King, realizados com sucesso.
 

Convidado por Sérgio Duarte, gaitista de São Paulo, Mustache também participou do IV Harmonica e Blues, fazendo o vocal para gaitistas que não cantavam, no palco do Mr. Blues. Esta atitude gerou o começo da gravação do CD de Mustache Maia. Atualmente Mustache participa da execução e produção do "II MercoBlues - Festival de Integração do Blues Sul-americano" (Festival Internacional que estará recebendo um músico chileno, um uruguaio, uma banda argentina e terá o show de Mustache Maia Trio) que está em sua 2ª edição."

Prepare-se pra mais um showzaço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário